sexta-feira, 14 de junho de 2019

Você come, engole ou se alimenta?





Não tinha parado para pensar nisso, não é?

Aliás há quanto tempo você não para realmente para pensar?

A correria do dia a dia nos leva por caminhos que muitas vezes não queremos. Quando pergunto se você come, engole ou se alimenta, não estou falando somente em comida, estou falando de Vida.

_ “Como Nadia... minha cabeça fervilha de pensamentos, não consigo é parar de pensar”.
Na verdade, nossa cabeça é uma parafernália de vozes, obrigações, sentimentos, mas pensar de verdade faz tempo que não acontece.

Aliás VERDADE é figurinha difícil hoje em dia: a comida, as relações, o trabalho, a felicidade, as artes, a tão falada prosperidade.... tudo é aparência, e cada dia mais corremos atrás de uma cenoura que não existe feito o burrico da história.

Comemos problemas, engolimos sapos e nos alimentamos das opiniões dos outros.

O que o seu EU quer de verdade?

Nadia Cozzi
BioCulinária e Desenvolvimento Humano

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Da Série: um paradoxo que dá certo, o industrializado feito em sua casa. Hoje: Molho para Yakisoba e Molho Agridoce


Quando se pensa em comida oriental imediatamente vem à mente um delicioso e suculento Yakisoba. Sua origem é chinesa, mas os japoneses o incorporaram com algumas poucas mudanças. Aliás, acho que esta característica de se adaptar ao paladar de quem vai saborear fez do Yakisoba um dos mais famosos pratos da Culinária Mundial.

Utiliza o macarrão do tipo lamen ou ramen na pronúncia japonesa, mais legumes e verduras que são incorporados a algum tipo de carne.

Falando em lamen, alguém assistiu o filme O sabor de uma paixão? Fala sobre uma moça que ao se ver sozinha em Tókio percebe os efeitos que a comida de um restaurante especializado em ramen provoca nos clientes, e resolve se tornar uma chefe de cozinha especializada. Briga muito para convencer o dono do restaurante a ensiná-la a fazer um bom macarrão. O relacionamento atribulado dos dois é muito engraçado, mas logo eles entendem que o tempero mais importante na cozinha é o amor. Uma delícia de ver.

Nesta série dos alimentos industrializados feitos em casa nos pediram a receita do molho do Yakisoba e saímos em busca dela, aqui está:

Receita:
Para 500 gramas de macarrão separe uma grande e orgânica cebola ralada, 

500 ml. de água fria, 
1 colher de sopa não muito cheia de fécula de batata, 
1 pedaço de mais ou menos, 
2 cm de gengibre raladinho, 
1 colher de sopa de manteiga de amendoim (experimente a manteiga de amendoim caseira), 
1 vidro de molho de soja de preferência orgânico, livre de glutamato monossódico. 

Em uma panela esquente a manteiga de amendoim, junte a cebola e o gengibre e refogue. Adicione o shoyu e deixe por alguns segundos, junte a fécula de batata diluída e mexa até engrossar.

Aproveitando os ares orientais que tal a receitinha do Molho Agridoce também?
Ingredientes:
3 colheres de sopa de vinagre de maçã
4 colheres de sopa de açúcar orgânico
4 colheres de sopa de catchup
2 colheres de chá de fécula de batata
1 colher de chá de sal marinho
1 colher de chá de molho de shoyu (lembrando sempre de ler os ingredientes e preferir um orgânico sem glutamato monossódico)

Misture todos os ingredientes, leve ao fogo baixinho e mexa até engrossar. Coloque em uma tigela e sirva.




sexta-feira, 26 de abril de 2019

Café tardio na Travessa, pessoal de Porto Alegre bora?

OI pessoal de Porto Alegre bora lá? Depois me contem!

Nada melhor pra iniciar o fim de semana do que acordar tarde, sem pressa, e sair para tomar um belo café, tendo as casinhas coloridas da Travessa dos Venezianos como cenário. Vem pro Travessa Café neste sábado conhecer o Café Tardio. 


O serviço começa em alto astral com uma taça de espumante. Se preferir, há a opção de suco 100% orgânico! Depois vêm iogurte orgânico com chia e frutas da estação. 

Na sequência, entram os salgados: croissant com fatias de brie e geleia de damasco e tostex (torradinha com manteiga artesanal ou nata). O prato quente será um quibe de cabotiá com sour cream. E para encerrar, café expresso e torta banoffe. Tudo saudável, delicioso e na medida certa!

Menu completo por R$ 35 por pessoa.
Garanta seu lugar!
Faça sua reserva pelo Whats (51) 99454 7584



Travessa dos Venezianos, 36
https://www.facebook.com/travessacafe/
https://www.instagram.com/travessacafe/

Das 13h às 20h - de terça a domingo
Sábado a partir das 10h
Cidade Baixa - Porto Alegre

quinta-feira, 4 de abril de 2019

Que tal um MOCACCINO gelado, sem leite?

Imagem: Pixabay

O Mocaccino é uma mistura de duas coisas que eu adoro, café e chocolate. Pois é além de fazer bem ao paladar, dá aquele UP nos dias que estamos mais cansadinhas, não é?

O Mocaccino tem também a vantagem de usar aquele café que sobra, e se for orgânico como é aqui em casa, é uma economia muito boa.

Mas vamos lá aos ingredientes:
  • 100 ou 150 ml do leite vegetal de sua preferência, eu gosto muito do de coco ou amêndoa, mas fica delicinha com o de amendoim ou de caju também. Não sabe fazer leite vegetal, clica aqui que eu ensino.
  • 1 xícara de café pronto 
  • 1 colher de sobremesa de cacau em pó
  • Bastante gelo 
  • Açúcar mascavo a gosto

Bater tudo no liquidificador. Aqui na foto tem uma espuminha em cima feita com o leite de coco.
Coloque num copo lindo, polvilhe canela em pó e seja feliz!

Nadia Cozzi - BioCulinária e Desenvolvimento Humano
Alimentação Orgânica e Personal Organizer 





sexta-feira, 15 de março de 2019

Um paradoxo que dá certo: O industrializado feito em sua casa. PASTA DE AMENDOIM

Os produtos industrializados cada vez mais estão presentes em nossas mesas, são práticos e duram bastante, não é mesmo? 

Infelizmente o preço que se paga por essas escolhas cheias de aditivos químicos é uma série de problemas de saúde como obesidade, desnutrição, alergias, entre outras.

O que fazer então?
Fugir deles é quase impossível até porque podemos arrumar uma verdadeira guerra na família. Que tal então arregaçar as mangas e produzir de maneira caseira alguns desses produtos alimentícios industrializados?

Escolhi a receita de Pasta de Amendoim da nutricionista Márcia Daskal (uma querida)  para iniciar a série “Um paradoxo que dá certo: O industrializado feito em sua casa?”.


Em seu artigo no Site Panelinha, Márcia nos conta que a pasta de amendoim é rica em vitamina E, protege a pele e ajuda a dar fluidez às membranas de todas as células, inclusive do cérebro – ou seja, adeus falta de concentração! Opção para a manteiga, para a geleia e bom até para comer puro.

Márcia nos ensina também que o amendoim tem o beta sitosterol, um flavonoide essencial na prevenção de câncer de cólon, próstata e mama. O Beta sitosterol ainda ajuda na diminuição do colesterol. É rico em magnésio por isso é bom para quem faz esporte, para quem sofre de cãibras e, atenção mulherada, para despachar pra bem longe a TPM. Excelente alimento para idosos e esportistas, pessoas com pele muito seca e crianças, que gastam muita energia.
Mas atenção! Crianças muito pequenas e pessoas alérgicas devem ficar atentos, e só consumir com autorização do nutricionista, pediatra ou alergista.

Modo de Preparar:
Compre amendoins torrados e descascados sem sal e coloque no processador até conseguir uma pasta. Acabou está pronta a nossa Pasta de Amendoim. Viu que fácil?

Demora um pouquinho, mas quando vira farofa, o amendoim solta a gordura e vai virando a pasta. Se quiser, pode adicionar mel, açúcar mascavo ou cacau em pó. Quem preferir mais salgado pode adicionar uma pitada de sal, ou usar amendoins torrados e salgados.

Uma colher de chá por dia melhora a pele, diminui a TPM, dá energia, reduz o colesterol e ajuda nas dietas de emagrecimento, inclusive de crianças, conforme estudo publicado na Nutrition Research.

Depois de pronta, guarde em pote de vidro, na geladeira, porque oxida facilmente. O melhor é fazer – e saborear – pequenas quantidades por vez.

Que delícia comer pasta de amendoim e ainda por cima emagrecer e diminuir o colesterol. O alimento em sua forma mais natural é sábio não é?

Fonte: Marcia Daskal no Site Panelinha. / Imagens Pixabay

Nota: O meu E-Book “Virando a Mesa: O Industrializado agora é Caseiro” dá dicas bem legais garimpadas com a vovó e suas amigas quituteiras, na Internet e nos velhos livros de receitas. 
Quem tiver sugestões e pedidos sobre alimentos industrializados pode mandar para nós e vamos atrás procurar uma maneira mais caseira de fazer esse produto.


Imagens Pixabay

Eu não como isso todo dia!

Quantas vezes você já ouviu ou disse isso quando o assunto é Saúde? 
Será que tem dia para cuidar da saúde e tem dia que tudo bem, empurra com a barriga? E de quanto em quanto tempo isso pode ser feito, qual é a regra que justifica, hoje pode, amanhã não?

Que tal trocar o “Eu não como isso todo dia”, que me dá uma sensação de conforto, por “Eu realmente preciso disto? ” . 


Eu preciso tomar um refrigerante? Eu preciso colocar caldinhos industrializados na comida lá de casa? Eu preciso comprar leite em caixinha em nome da praticidade?

Será que o seu dia do “Hoje pode” não está mais presente do que você imagina? Hoje pode um biscoitinho recheado, ontem pode uma pizza congelada, anteontem pode um miojo e “tras-de anteontem” pode um refri pois estava muiiiito calor não é?

E assim o nosso “Eu não como isso todo dia” está mais presente do que gostaríamos ou percebemos. Que tal sair da nossa zona de conforto e realmente mudar as coisas? Vamos ver alguns exemplos bem simples de resolver?
Leite: eu particularmente acho o leite bem dispensável, mas… quem gosta muito de leite podia pelo menos trocar o de caixinha pelo pasteurizado que fica na geladeira do supermercado ou da padaria e pasmem estraga depois de 3 a 4 dias na geladeira.
Não pode armazenar? Pode sim, congele na própria garrafinha, só tome cuidado de tirar mais ou menos 1 xícara porque ele expande. 

Achocolatados: já que estamos falando em leite, aproveito para falar no famigerado achocolatado lotado de açúcar. Que tal trocar pelo cacau, mas não esqueçam é só um pouquinho, senão fica amargo. E para adoçar o mascavo ou demerara, e vá diminuindo a quantidade aos pouquinhos para acostumar o paladar.

Tempero industrializado: já vimos e ouvimos muito sobre eles, montes de sódio e glutamato monossódico, que vicia nosso paladar, mas são práticos, não é? 

Não é muito difícil cultivar uma hortinha de temperos em casa, mas até os saquinhos com temperos secos são melhores. 

Veja uma maneira bem fácil de ter todos os temperos a mão, sem juntar um monte de saquinhos ou frasquinhos. 

Eu achei esses porta- trecos em uma loja de material de construção, tenho um com temperos para salgados e outro com temperos para doces. Um enrosca no outro, você faz do tamanho que precisar.

Refrigerantes: raríssimas são as ocasiões em que temos somente refrigerantes para beber, sempre tem água, chá ou um suco natural para tomar. 

Uma boa opção para ter a sensação do refrigerante é a água com gás, as bolinhas dão aquela sensação de frescor.

Salgadinhos ou sanduíches cheios de gordura e sódio: hoje temos pães integrais bem gostosos e que com umas folhinhas de alface, rodelas de tomate e um queijo fazem um delicioso sanduíche. Você tem boas opções nas padarias, inclusive patezinhos frescos e de sabores variados.

Verduras, frutas e legumes: quantas vezes não fizemos isso? 

Enchemos a geladeira de frutas, verduras e legumes orgânicos. 

Mas na semana seguinte vai tudo para o lixo, as verduras muuuuurchas, as frutas e legumes moles e estragados. Não deu tempo!

Mas que tal tirar umas horinhas e fazer a comidinha da semana inteirinha?
Saladas de pote, as frutas podem ser cortadas em pedacinhos e guardadas em potes de vidro separadas, como saladas de frutas ou com iogurte e granola. 

Deliciosas e super fáceis de fazer.Os legumes cozidos podem ser congelados em porções se você preferir. Ficam prontinhos para refogar, fazer sopas e omeletes.


E as “gordices”?

Todo mundo gosta delas, não é? Então que tal fazer o seu próprio chocolate?
Ingredientes:
3 colheres de sopa de óleo de coco líquido
2 colheres de cacau em pó, não pode ser chocolate em pó ou achocolatado.Açúcar mascavo orgânico a gosto.
Aqui na foto coloquei castanhas do Pará trituradas, mas pode ser qualquer castanha, amendoins, damascos, passas.
Misturar tudo em uma tigela e coloca em forminhas de silicone ou aquelas de fazer bombons artesanais. Não tem? Coloca num copinho desses de café descartáveis. Leve à geladeira para endurecer (cerca de 10 minutos) e #partiuchocolatesaudavel

* Ah! Tem que manter na geladeira porque ele derrete, viu?

Fondue de chocolate, porque não introduzir as frutas?

 

Calda de Chocolate Mágica



Sabe aquela casquinha de chocolate que fica durinha em cima do sorvete? Então normalmente tem um montão de gordura vegetal hidrogenada, mas podemos fazer de uma forma bem mais saudável.
Ingredientes:
400g de chocolate meio amargo
100g de óleo de coco
Modo de Preparar
Leve ao fogo até derreter o chocolate. Deixe esfriar e jogue por cima do sorvete, vai ficar durinho na hora. Pode guardar em um pote de vidro.

E agora?
Dá para pensar em um novo caminho mais saudável e sustentável?Quantas vezes você já ouviu ou disse isso quando o assunto é Saúde?

segunda-feira, 11 de março de 2019

Leites Vegetais sem cara feia!



Muita gente faz careta quando se fala nos leites vegetais, claro nosso paladar está viciado em sabores cada vez mais industrializados.

Mas se você realmente quer transformar seus hábitos alimentares, o segredo está em agregar a esses leitinhos saudáveis, sabores conhecidos como banana, cacau e outras alternativas interessantes e nutritivas. 


Neste e-book eu falo sobre isso e também o que fazer com os resíduos, criando receitas saborosas, fáceis e rápidas de fazer. 

Quer o seu? Contato: nacozzi@hotmail.com

sexta-feira, 8 de março de 2019

E-Book com receitas de Biscoitos Caseiros


Biscoitos industrializados são cheios de açúcar, gorduras ruins e aditivos químicos, mas biscoito é tão gostoso, lembra infância, lembra carinho! Que tal biscoitos caseiros gostosos e fáceis de fazer?
Meu e-Book de Biscoitos Caseiros ficou pronto, vendas pelo meu email nacozzi@hotmail.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...