terça-feira, 15 de agosto de 2017

O futuro do planeta pode estar no seu prato

Fonte: RRSAPO
09 ago, 2017 • Sara Beatriz Monteiro


Escolher produtos locais e sazonais, comprar a granel e reduzir o consumo de carne são algumas das recomendações da Associação Portuguesa de Nutrição (APN) para uma alimentação mais sustentável.

Foto: EPA

Diz a sabedoria popular que “somos o que comemos”, mas sabia aquilo que escolhemos para as nossas refeições pode influenciar o futuro do planeta? A Associação Portuguesa de Nutrição acaba de lançar um e-book - um livro digital - sobre alimentação sustentável.

O documento “Alimentar o futuro”, disponível no site da associação, pretende sensibilizar a população para escolhas alimentares mais amigas do ambiente.

A Renascença entrevistou a secretária-geral da APN, Helena Leal, para perceber como é que a saúde e o ambiente podem ser servidos no mesmo prato.

Qual o impacto que a alimentação pode ter no futuro do planeta?

Hoje em dia já não chega pensarmos que devemos ter uma alimentação saudável… devemos ter igualmente uma alimentação sustentável: Quando escolhemos um alimento que seja nacional - como tem que viajar menos quilómetros até ao nosso prato - torna-se uma escolha mais amiga do ambiente; quando escolhemos alimentos comprados a granel ou em embalagens maiores estamos a poupar nos recursos necessários para a produção das embalagens. Depois há toda a questão que tem a ver com a própria produção. Pois um dos bens essenciais para produzir alimentos é a água e há alimentos que necessitam de uma maior quantidade.

Como podemos ter uma alimentação mais sustentável?

Temos que começar a pensar na forma como comemos e na forma como escolhemos os alimentos. Desde já podemos fazer as clássicas listas de compras, ou seja, pensar naquilo que necessitamos comprar e aquilo que necessitamos ter disponível na nossa casa. Depois a própria preparação dos alimentos, por exemplo, não desperdiçar as cascas, os talos. Também na própria confecção podemos fazer opções mais sustentáveis: o forno é um dos meios onde há maior gasto de energia. Por outro lado, devemos utilizar mais alimentos de origem vegetal do que de animal e escolhermos alimentos nacionais, sazonais e locais.

Estas recomendações podem ser encontradas no ebook que a APN acaba de lançar. Como é que as pessoas podem aceder a esta informação?

Este ebook está presente no nosso site institucional. Trata-se de um programa alargado que prevê sensibilizar e informar a população sobre esta temática da sustentabilidade alimentar de forma a alertar consciências e fazer com que as pessoas pensem que no seu dia-a-dia cada uma das suas escolhas pode fazer a diferença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...