Frigideira de bacalhau com quiabo


Fonte: Casa, Coisas e Sabores



Bacalhau com quiabo é uma combinação inusitada e que dá muito certo, certíssimo! Liberte seu quiabo da companhia do frango
- uma dupla campeã, sem dúvida - e experimente colocá-lo junto com outros tipos de carne. A frigideira de bacalhau com quiabo é daqueles mexidinhos que não dão trabalho nenhum (comprei o bacalhau já dessalgado, mão na roda), bem temperados e com ingredientes muito simples. E ainda tem um truque que aprendi com a chef Roberta Sudbrack. Sou chique? Comprei o quiabo a centavos o quilo, baratinho.

O que seria um camarão com quiabo, virou uma frigideira de bacalhau com quiabo, pois, uma vez no supermercado, tudo pode mudar. Para essa receita, usei o bacalhau que se compra congelado e já dessalgado, uma mão na roda para um jantar para dois. Paguei R$ 10 em uma embalagem de 1/2 kg, a diferença de preço para o bacalhau seco nem foi tão absurda. É tirar da embalagem e usar, nota 10 em praticidade. Vou falar do truque do quiabo ao longo da receita, vi a chef Roberta Sudbrack dando a dica no programa Mais Você e resolvi testar em casa: o quiabo não perde a baba (que eu adoro), mas também não fica melequento, fica uma textura ótima. Faça o teste e veja se também lhe agrada, que o assunto "baba do quiabo" é coisa muito pessoal.



Frigideira de bacalhau com quiabo

(Rende 4 porções)
Ingredientes:
5 quiabos grandes , prefira orgânicos (aproximadamente)
300 g de bacalhau dessalgado (aproximadamente)
1 folha de louro
Sal marinho
1/4 de cebola prefira orgânicas cortada em pétalas*
1 tomate em cubinhos, prefira orgânicos
2 colheres de sopa de salsinha picada, prefira orgânicos
Azeite extra virgem

*A cebola pode ser picadinha. É que tenho frescura para comer cebola e coloco grande para poder catar depois. Mas também acho que fica mais bonito os pedaços grandões.

Truque do quiabo: lave os quiabos - e apenas isso, não corte, não faça nada - e leve-os inteiros para tostar em uma frigideira grande untada com azeite, na temperatura média. Vá virando os quiabos com uma pinça ou espátula (sem furar) para tostar em todos os lados. Quando tiver meio queimadinho, tire do fogo. Não deixe ficar mole, por isso o fogo tem que ser de médio para alto. Deixe esfriar um pouco e, aí sim, corte em pedaços, desprezando o topo e a pontinha. Reserve.



Cozinhe o bacalhau na água (o suficiente para cobrir), com o louro e um pouco de sal. Quando estiver macio, retire a pele e as espinhas, e vá retirando lascas com a mão, pedaços grosseiros mesmo. Reserve. Na mesma frigideira que tostou os quiabos (para não lavar outra panela, rá!), acrescente mais azeite e refogue a cebola até ficar meio transparente. Junte o bacalhau em lascas e refogue mais um pouco. Acrescente os pedaços de quiabo e refogue com mais apuro, para cozinhar o quiabo. Ele não deve ficar mole. Junte o tomate e a salsinha, e deixe mais um pouco, só para esquentar o tomate, a ideia é que os pedaços não fiquem se desfazendo. Corrija o sal, se necessário. Desligue o fogo, regue com mais azeite, sirva e seja bem feliz.

Comentários

Postagens mais visitadas