São Paulo, uma cidade rica em arte, cultura, saberes e sabores.



Tive uma experiência muito especial no último domingo dia 01/07. A Câmara Ítalo Brasileira de Comércio, Indústria e Agricultura está oferecendo à população vários passeios turísticos, sempre aos domingos, que destacam a presença italiana na formação da identidade de São Paulo.

É o evento “Conheça a Itália, sem sair de São Paulo” com 04 roteiros diferentes que nos levam a uma enorme variedade de obras de arte, edifícios e monumentos criados por artistas italianos ao longo desses 04 séculos e meio de cidade. São dois microônibus, movidos a um diesel menos poluente, já que para levar conhecimento, arte e cultura nada melhor que um veículo que polua menos o ambiente.

Partimos do Terraço Itália em direção ao Parque do Ibirapuera, no caminho vimos os arcos do Bexiga e outras influências arquitetônicas dos italianos. Já no Parque visitamos o Obelisco uma obra de Galileo Emendabili; O Monumento a Pedro Álvares Cabral, de Luiz Morrone, A Pega do Porco, de Riccardo Cipicchia, o MAM – Museu de Arte Moderna, fundado em 1948, por Francisco Matarazzo, e reformado por Lina Bo Bardi, em 1969; e claro, não poderíamos deixar de ver o Monumento às Bandeiras - uma obra prima de Victor Brecheret.



Dalí fomos ao Museu da Casa Brasileira uma mansão da década de 40 com mais de 6000 metros quadrados de jardins e antiga residência do ex-prefeito de São Paulo, Fábio Prado, e sua esposa, Renata Crespi, filha do industrial italiano Conde Rodolfo Crespi. Fomos brindados com a música que reina lá saborosa, grátis, todos os domingos a partir das 11horas. Seu projeto foi encomendado ao arquiteto paraense Wladimir Alves de Souza, reproduzindo as linhas do Palácio Imperial de Petrópolis e com clara influência da obra do italiano Andréa Palladio, veneziano que viveu no século XVI.


E como ninguém vive só de informação e cultura lá fomos nós almoçar no 42º andar do Edifício Itália tendo a imensidão de São Paulo como moldura. Um lindo dia de sol e ao longe as montanhas que cercam a cidade. 

Após muitas fotos e adivinhações de onde ficavam nossas casas naquela imensidão que se colocava anos nossos pés, o roteiro agora era o Museu Paulista, o nosso Museu do Ipiranga, um projeto do italiano Tommaso G. Benzi, com a supervisão de outro italiano chamado Luigi Pucci.

Parados em frente às portas majestosas do Museu, avistávamos os jardins belíssimos e o Monumento da Independência, obra de outro italiano Ettore Ximenez, Inaugurado em 1922, abriga a capela imperial onde estão os restos mortais do imperador D.Pedro I e de suas 2 esposas.



Muitas informações e curiosidades, vocês sabiam que os homens usavam vastos bigodes e as mulheres leques para esconder o mau hálito, porque naquela época não haviam dentistas? E as mulheres com suas vastas e armadas saias se defendiam das abelhas prendendo pequenos potes de mel à armação dos vestidos. Já pensaram que “auê” seria uma abelha entrar embaixo de tantas saias? 


Terminando o dia com muita harmonia fomos à Paróquia Nossa Senhora da Paz, inaugurada em 1940, que abriga as obras esculpidas por Galileo Emendabili e afrescos do pintor Fulvio Pennacchi. O projeto de sua construção nasceu da proposta de organização na capital paulista de uma paróquia nacional e um centro de atividades que reunisse a grande e diversificada comunidade italiana de São Paulo. A Igreja da Paz ficou conhecida como a Igreja dos imigrantes italianos de São Paulo, mas desde o início começou a se voltar para os outros migrantes e imigrantes. Ali pudemos agradecer a generosidade dessas pessoas que longe de sua Pátria e muitas vezes da família contribuíram para que nossa história fosse mais rica e bonita.

Eu como boa descendente de italianos também não posso deixar de contribuir com algumas dicas de boa comida italiana, Mangia che ti fa bene!

O Macarrão:

Rápido, prático e todo mundo adora, por isso trouxe para vocês várias receitas de molhos que tornam a massa mais gostosa. 

Mas devemos atentar para algumas coisas.
1) Sempre utilize alimentos orgânicos, além de proteger o solo e todo o ecossistema, protegem nossa saúde e garantem que não estamos consumindo agrotóxicos, promotores de crescimento, aditivos químicos e transgênicos.
2) Prefira o macarrão de arroz que não contém glúten e não se nota diferença no sabor.
3) Se as crianças adoram macarrão instantâneo, cheio de conservantes e aditivos, troque por cabelinho de anjo, que é um macarrão fininho que cozinha bem rápido. É só colocar na água fervendo e tirar uns 2 minutinhos depois. Bem mais saudável.
4) Prefira o queijo ralado na hora, você ganha em sabor e perde em aditivos químicos. Ainda bem!
5) Sempre manteiga e azeite extra virgem. Se precisar usar óleo prefira o de Girassol que não é transgênico como o de Canola, Milho e Soja.
6) Ao usar Creme de Leite compre o de garrafinha que fica no refrigerador, os de lata ou longa vida tem muitos conservantes e outros aditivos químicos.
7) Idem para o leite, nada de longa vida que passou por vários processos e não tem quase nutrientes.

Molho de Nozes:
Realça o sabor do parmesão, das nozes e do azeite. Sua textura cremosa combina muito bem com um talharim daquele bem largo.
Ingredientes
100 g de nozes sem cascas
½ xícara (chá) de azeite de oliva Extra Virgem
04 colheres (sopa) de manteiga
½ xícara (chá) de queijo parmesão ralado na hora
01 xícara de creme de leite fresco
Sal Marinho a gosto

Modo de Preparar:
Bata as nozes em um processador ou liquidificador para que fique uma farofa grossa. Coloque numa tigela e acrescente o azeite de oliva e a manteiga. Misture. Coloque então o creme de leite, o queijo e o sal. Bata bem. Sirva quente sobre a massa.
Molho de Abobrinha
Um espaguete com molho de abobrinha fica divino. Pode ser feito da mesma forma com brócolis, cogumelo shitake ou berinjela.
Ingredientes:
03 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem
01 cebola média
01 abobrinha grande cortada em cubos ou palitos
Sal Marinho, Pimenta do reino e queijo ralado a gosto

Modo de preparar:
Coloque o espaguete para cozinhar numa panela com água e sal marinho. Em outra panela coloque o azeite Extra Virgem, a cebola picada e deixe dourar. Junte a abobrinha e deixe refogar, até ficar al dente. Tempere com sal marinho, pimenta do reino, salsinha picada e desligue o fogo. Escorra o macarrão e junte ao refogado de abobrinhas. Polvilhe com castanhas-do-Pará picadas e queijo parmesão ralado na hora.

Molho de Requeijão
Este é o preferido da criançada lá na casa da minha mãe. Ele é bem rapidinho e pode ser feito com o macarrãozinho cabelinho de anjo. Como o requeijão tem muitos conservantes aqui vai a receita do requeijão feito em casa:

Requeijão cremoso
Ingredientes:
½ litro de leite fresco
3 colheres de sopa de amido de milho. Aqui vai um alerta: cuidado para não comprar marca transgênica, procure o Símbolo dos transgênicos, se todas forem transgênicas troque por farinha de trigo, 2 colheres e meia.
100g de manteiga sem sal
1 colher de chá de sal marinho
8 colheres de sopa de creme de leite fresco

Modo de Preparar:
Misture os 4 primeiros ingredientes e leve ao fogo, mexendo sempre até engrossar.
Acrescente o creme de leite e retire do fogo. Deixe amornar e bata no liquidificador, aos poucos, por 5 minutos. Conserve na geladeira em recipiente fechado.
Rendimento: 3 copos de 250 gramas cada

Preparando a Pasta:
Cozinhe o macarrão e escorra ligeiramente, deixando um pouco da água para incorporar o requeijão à massa. Coloque a quantidade de requeijão que envolva bem o macarrão e salpique bastante queijo ralado na hora. Pode variar o queijo provolone, parmesão, mussarela, etc.

Macarrão de forno com espinafre
Cozinhe a quantidade necessária de macarrão. Eu pessoalmente prefiro penne ou rigatone para este prato.

Ingredientes:
01 maço de espinafre
01 ricota amassada e temperada com sal e azeite extra virgem
½ litro de molho branco temperado com noz moscada

Modo de Preparar:
Refogue o espinafre cortado bem fininho no azeite extra virgem e tempere com sal marinho. Reserve.
Num refratário coloque um pouco de molho branco, o macarrão, o espinafre, a ricota e por cima o restante do molho branco. Coloque queijo parmesão ralado na hora por cima e leve ao forno para gratinar.

Uma boa companhia, um vinho orgânico bem gostoso e bom apetite a todos! No caso da criançada um suco de uva orgânico e eles vão adorar brindar à essa reunião calorosa e saudável.

Voltando ao passeio:
A vivência do passeio é muito importante, pois conhecimento é essencial para que possamos defender o ambiente em que vivemos e preservar nossa história, em muitos lugares que estivemos vimos a beleza e a riqueza dos prédios e objetos, mas também muita degradação e pouco caso com nossa história por parte de nossos governantes e do público. Preservar é conhecer para poder cuidar.

Projeto Conheça a Itália sem sair de São Paulo
Conheça e escolha seu roteiro preferido http://www.conhecaitaliaemsp.com.br/

Comentários

  1. Oi.
    Gostei muito do seu blog,parabéns.
    Sabia que agora tem um "Portal" só de blogs de qualidade,assim como o seu?
    Isso mesmo,é o "Portal Teia",que divulga todo tipo de blog,não só os grandes.
    Passa lá e pede uma divulgação,é grátis rápido e não precisa cadastro.
    Até mais

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas